Punho de Ferro | O que você precisa saber sobre a série

No próximo dia 17 de março estreia a quarta série de herói da Marvel em parceria com a Netflix, Punho de Ferro (Marvel’s Iron Fist). A produção apresentará a história deste último Defensor antes de todos se reunirem em Os Defensores (Marvel’s The Defenders), que estreia também este ano.

Juntamos neste post algumas informações interessantes que você precisa saber sobre a série e se preparar da melhor maneira possível para a estreia. Vamos lá!

 

A SÉRIE

Punho de Ferro vai apresentar a história de Danny Rand (interpretado por Finn Jones, o Loras Tyrell de Game of Thrones), um bilionário dado como morto que volta a Nova York para tentar encontrar o elo entre seu passado e o legado de sua família. Quando ele descobre que um elemento do crime corrompe a cidade, ele precisará de todo seu domínio do kung fu e do poder do Punho de Ferro.

Danny tinha apenas dez anos quando o avião particular em que estava viajando com seus pais, Wendell e Heather, caiu misteriosamente no Himalaia. Ele foi o único sobrevivente da tragédia, sendo resgatado por um grupo de monges guerreiros e levado para a misteriosa cidade de K’un-Lun, onde, sob uma dura e brutal condição, foi treinado para ser um guerreiro feroz.

Ainda sofrendo psicologicamente com a perda de seus pais e as condições em que cresceu, Danny retorna a Nova York na esperança de reencontrar seus amigos de infância e que considera familiares: o ex-sócio de seu pai, Harold Meachum (David Wenham, de 300), e seus filhos, Ward (Tom Pelphrey, de Banshee) e Joy (Jessica Stroup, de The Following). A intenção de Danny é ter o seu lugar legítimo na Rand Enterprises, que agora é administrada pela família Meachum.

A série vai explorar o mistério de como Danny Rand se tornou o Punho de Ferro, se suas experiências em K’un-Lun são reais ou apenas um produto de seu trauma de infância e suas tentativas de compreender a verdade que envolve a morte de seus pais. Para isso, ele vai contar com a ajuda de Colleen Wing (Jessica Henwick, de Game of Thrones), uma perita das artes marciais que tem seu próprio dojo, e Claire Temple (Rosario Dawson, de Marvel’s Luke Cage), a já conhecida enfermeira que costuma salvar a vida daqueles que possuem habilidades em Nova York. Assim, Danny espera restaurar seu legado familiar e derrotar aqueles que o ameaçam.

O elenco principal conta ainda com Barrett Doss, Clifton Davis e Carrie-Anne Moss, que também retorna ao papel de Jeri Hogarth. Já a produção executiva da série fica a cargo do showrunner Scott Buck (Dexter; Six Feet Under), Jim Chory (Marvel’s Daredevil; Marvel’s Jessica Jones) e do Chefe do Departamento de Televisão da Marvel Jeph Loeb (Marvel’s Daredevil; Marvel’s Jessica Jones; Marvel’s Luke Cage).

 

O QUE DIZEM OS PRODUTORES

Punho de Ferro, como já dito anteriormente, é a quarta série original de super-heróis da Marvel em parceria com a Netflix, precedida por Demolidor, Jessica Jones e Luke Cage, respectivamente. Assim, a série abre definitivamente o caminho para a tão aguardada junção dos heróis de rua em Os Defensores.

Jeph Loeb

Para o Chefe do Departamento de Televisão da Marvel, Jeph Loeb, o mais importante de todas as séries de heróis produzidas pela parceria Marvel/Netflix até hoje foi a independência. “Você tem que contar uma história de uma forma que, apesar de ser do mesmo gênero, deva encontrar o seu caminho. E com Punho de Ferro não foi diferente das nossas outras séries, pois precisava ser capaz de estar sozinha, mas também tinha que avançar a história principal que culminaria em Os Defensores“, disse.

A versão mais jovem de Danny Rand foi o principal atrativo para o showrunner Scott Buck. Segundo ele, Danny é o mais jovem desses Defensores e é um personagem mais leve, se comparado aos outros das séries Marvel/Netflix.

Quando Jeph [Loeb] lançou a história básica de quem Danny Rand era e o que sua viagem poderia potencialmente ser para a primeira temporada, eu estava muito atraído por ela em termos de caráter, o que esta pessoa poderia ser e a jornada na qual poderíamos levá-lo. Nos quadrinhos do Punho de Ferro há diferentes versões de Danny Rand, mas o que foi mais atraente para nós foi a versão mais jovem dele. Não importa as circunstâncias e nem as probabilidades, há uma certa quantidade de otimismo infantil para ele que era atraente“, explicou Buck.

Scott Buck

Um dos problemas enfrentados por Danny Rand logo no início da série será a questão de como provar quem ele é, pois foi dado como morto por muitos anos. Loeb espera que o público seja fisgado por essa parte da história, pois ela lidará com luta do personagem para mostrar quem ele é de verdade e toda a dificuldade disso.

A linha que os produtores e a equipe criativa da série decidiram seguir foi a de permanecer fiel aos quadrinhos, mas ao mesmo tempo assegurar que a história do Punho de Ferro fosse crível para uma audiência moderna. Buck explica que “Danny ainda é um Punho de Ferro muito jovem e ainda está aprendendo quais são esses poderes. A questão é: quem é ele? Não apenas como Danny Rand, mas quem ele vai ser como o Punho de Ferro? Ele está dividido entre dois mundos diferentes, K’un-Lun e Nova York, onde ele cresceu e de onde ele originalmente é. Mas como veremos, ele é um homem que não se encaixa realmente em nenhum lugar ainda. Esta é uma jornada de Danny Rand tentando encontrar e criar seu próprio lugar no mundo“.

 

A ESCOLHA DO ATOR PRINCIPAL

Scott Buck já havia determinado em sua mente que Finn Jones seria dono do papel principal logo que o viu pela primeira vez durante as buscas por um ator para interpretar Danny Rand. De acordo com Loeb, os diretores de elenco apresentaram Finn muito cedo e haviam garantido que ele seria o ator perfeito. Mesmo assim, eles continuaram a ver outras pessoas, mas “foi sempre o Finn para nós. Danny Rand é interpretado lindamente por ele“, ressaltou o produtor.

Já para Finn Jones, o conflito que existe em Danny é o que mais lhe atraiu no personagem. “Eu gosto do fato de que ele está em conflito. Ele tem essas atividades espirituais e, no entanto, vem de uma cultura muito corporativa e ocidentalizada. Ele está tentando atingir essas filosofias orientais, espirituais. Eu amei as contradições em ambos“, contou o ator. Finn disse também que se aproximou do personagem e de tudo o que Danny representa a partir de uma perspectiva firmemente alojada na realidade.

Finn Jones

Honestamente, eu não acho que muito aqui seja fantasia. Eu acredito que as pessoas têm a energia chi e que existem dimensões diferentes. Esta é uma das razões pelas quais este projeto realmente falou comigo desde a primeira vez que li o roteiro. Estamos levando essas coisas a sério. Não é apenas uma fantasia. Eu acredito que qualquer um pode ir fundo dentro de si e encontrar a sua voz mais elevada. Está na nossa natureza, mas a esquecemos porque vivemos numa cultura completamente bombardeada por imagens e consumismo, e penso que nos esquecemos da nossa verdadeira essência“, explicou o intérprete de Danny Rand.

Uma das fontes de inspiração para o ator e produtores, no que diz respeito à construção do personagem, foi o filme Quero Ser Grande, de 1988, estrelado por Tom Hanks. Segundo Jeph Loeb, “é um grande desafio para um ator criar uma dualidade de personagem, pois Danny Rand tem que encarnar uma inocência sobre o mundo e ao mesmo tempo, quando ele precisa, tem que ser capaz de se transformar em um ‘badass’ completo“.

Assim, a equipe criativa da série utilizou o filme para se inspirar. “Nós conversamos sobre o filme e a maneira que Tom Hanks foi capaz de ser, ao mesmo tempo, tanto um adulto quanto um menino de dez anos de idade, e como isso funcionou bem. Embora não seja exatamente a mesma coisa, foi definitivamente uma inspiração para nós“, disse Loeb.

 

CROSSOVER

Claire Temple e Jeri Hogarth

É claro que um crossover não poderia deixar de existir em Punho de Ferro!! Assim como nas séries anteriores do universo Marvel/Netflix, teremos a participação de Claire Temple (Rosario Dawson) e Jeri Hogarth (Carrie-Anne Moss).

De acordo com Scott Buck, Jeri Hogarth sempre foi uma personagem central em Punho de Ferro e é uma parte muito importante da história. Já Claire Temple será como uma irmã mais velha para Danny Rand e Colleen Wing, pois ambos estão crescendo, ainda na casa dos 20 anos. “Ela é muito mais sábia do que eles, está muito mais fundamentada e vê o mundo como ele realmente é. Foi ótimo trabalhar com a personagem de Claire Temple, ela é alguém que vai ter uma jornada heroica própria“, disse.

Para Rosario Dawson, ver seu personagem evoluir de série para série foi algo positivo. “O que eu realmente amei trabalhar em Punho de Ferro foi que depois de ver onde Claire estava em Demolidor e Luke Cage, ela teve que enfrentar cada vez mais algumas das escolhas que fez e o perigo que isso traz. Não apenas afeta suas próprias escolhas pessoais, mas as pessoas que estão em torno dela“, comentou a atriz.

 

AS LUTAS DE PUNHO DE FERRO

Como todos sabem, série de herói sem uma boa sequência de luta não é uma série de herói, não é mesmo? E em Punho de Ferro não é diferente, pois para o showrunner as sequências de luta foram uma das coisas mais difíceis de se fazer.

Ele contou que “as lutas foram um enorme desafio porque, ao contrário de alguns outros personagens da Marvel, Danny Rand não é um brawler, não é um boxeador, ele é um especialista em kung fu. Em Demolidor, Matt é um boxeador treinado. Luke Cage é superforte e à prova de bala. Jessica Jones tem uma enorme força. Já Danny, mesmo sem o poder do Punho de Ferro, é um especialista em kung fu. O Punho de Ferro só vem quando é absolutamente necessário“, explicou Buck.

Para fazer com que as lutas ficassem bonitas, estilizadas, reais e fundamentadas, Buck disse que contou com o trabalho do coordenador de dublês Brett Chan, que recentemente trabalhou nas duas temporadas de Marco Polo, na Malásia, para a Netflix, pois nenhum ator tinha treinado artes marciais antes de assinar contrato para a série.

 

BASTIDORES E STILLS DE PRODUÇÃO

Imagens: Divulgação/Netflix

<
>

***

Bom, por enquanto é só!! Diz pra gente aí nos comentários se você está animado para a estreia de Punho de Ferro!! Durante esta semana continuaremos com nossos especiais sobre a série. Já assistimos aos seis primeiros episódios e vamos te contar logo logo o que achamos, SEM SPOILER, é claro!! Fique de olho nas próximas postagens! Até mais!