Blindspot | 2×18 – Senile Lines

Blindspot já começa a entrar em clima de final de temporada. Patterson consegue desvendar mais uma tattoo da Jane, esta que está relacionada com a morte de uma adolescente num orfanato meio misterioso – que vemos logo no início do episódio. A morte da adolescente ficou um pouco óbvia por ter sido resultado de uma discussão que ela vinha tendo com um outro garoto do lugar, mas tudo acaba sendo algo maior que as próprias crianças. O local é mantido por alguns cientistas que usam as crianças como teste para a cura de algum mal maior, só que os mesmos estão envolvidos com Sandstorm e claramente o FBI não vai deixar isso passar em branco assim.

Enquanto Kurt e a equipe vão atrás de pistas das crianças desaparecidas, o clima dentro da organização não vai nada bem, já que todos estão sob a investigação a qual foram convocados no final do episódio anterior. E para melhorar, é Weitz que está interrogando cada um individualmente e fazendo aquele joguinho sujo para tirar Weller do seu caminho como novo chefe do departamento. O que não funciona muito até ele interrogar Kurt e ele pedir para Tasha assumir no seu lugar, já que vai ficar de bode expiatório para que eles continuem caçando Shepherd.

Mas é Nas quem acaba assumindo a culpa de tudo e, sabendo que vai ser afastada, ela consegue um último pedaço de pistas sobre a fase 2: o nome e os números das contas que podem levar até Sandstorm. Foi triste? Foi. Mas ela cumpriu seu papel. O que me revolta é a volta de Reade, que depois de levar uma surra no meio da rua e um sermão no hospital de outro paciente, resolve pedir desculpas à Zapata e conversar sobre tudo o que vem lhe acontecendo. Gente, nem o Kurt sentiu falta dele, qual o problema de vocês?

O caso das crianças acaba se resolvendo graças às dicas de Roman, que foi adicionado ao caso de última hora a pedido de Jane com o apoio de Nas. Volto a falar que, assim como Kurt, eu tenho cá meus receios quanto ao filho de Shepherd, mas por ora deu tudo certo e as crianças foram todas salvas. Inclusive o garoto acusado de matar a sua irmã no início escolheu não ir por um caminho sem volta ao culpar a mãe adotiva dos mesmos.

Bem, ao meu ver, com a saída de Nas o time vai ficar um pouco fraco. E agora que Sandstorm conseguiu a última peça para sua próxima fase, eu realmente não sei o que esperar deste finalzinho de temporada além de muito tiroteio e explosões. Torço para uma morte significativa do Reade, que anda fazendo peso já tem um bom tempo. Afinal, se for para ele voltar, que seja para atuar nessa batalha contra os haters do governo norte-americano.