Once Upon a Time | 6×17 – Awake

Depois de uma sequência de decepções com apenas alguns pontos positivos marcantes, essa temporada de Once Upon a Time precisava de algo bom. Precisava de um episódio que fizesse mais do que apenas ficar acima da baixa média da temporada, como foi o anterior, era necessário trazer situações que lembrassem aos fãs porque nós ainda acompanhamos o programa. Awake foi a resposta para todas essas necessidades.

Um dos melhores, ou talvez o melhor episódio da temporada, Awake conseguiu trazer de volta a magia que chamou o público para a série. Criar um flashback que se passava durante a maldição da Rainha Má definitivamente era uma faca de dois gumes. A situação poderia criar algo nostálgico e positivo, mas é uma ideia arriscada porque poderia acabar prejudicando a continuidade da história (como já fizeram nesta temporada). Felizmente os roteiristas conseguiram evitar grandes problemas e acabaram criando um ótimo resultado.

Olhando para o quadro maior o que vimos não foi nada novo, o poder do amor e a união entre as pessoas foi capaz de quebrar (mais uma) maldição do sono, mas a forma como isso foi feito é especialmente marcante. Existe uma linha bem fina entre uma saída absurda e ridícula e uma solução simples de contos de fadas. É óbvio que tudo o que aconteceu não faz muito sentido, mas a forma como a maldição foi quebrada lembrou muito mais o começo da série, onde a ideia de que o amor era a magia mais poderosa estava em alta do que algumas soluções recentes e completamente ridículas para problemas difíceis. Foi o mesmo de sempre, mas de forma positiva, sem ficar ridículo e de fato combinando com o tom que OUaT apresentava em seu início. Essa dose de nostalgia caiu muito bem.

Infelizmente nem tudo foi perfeito e a busca do Gancho por uma forma de voltar para a Emma foi marcada por mais absurdos e coincidências impossíveis de tão perfeitas. Toda essa história paralela envolvendo o pirata não passa de perda de tempo. Um enredo ruim contado de modo pior ainda, e nada além disso. Uma pena que esses momentos de baixa qualidade acabaram ocupando tempo de tela que poderia ter sido mais bem aproveitado pela outra parte da história.

Levando em conta a atual situação do programa, Awake é muito mais do que poderíamos esperar. Trazendo de volta um pouco do encantamento que os primeiros capítulos de Once Upon a Time carregava, esse episódio fez com que pela primeira vez em muito tempo assistir a série fosse prazeroso. A sensação de obrigação sentida ao ver os últimos não apareceu aqui, e era exatamente isso que a série precisava. Não é possível fala em otimismo, ou menos ainda em uma guinada positiva no final, mas com certeza foi bom ver algo dessa qualidade depois de tanto tempo.