RuPaul’s Drag Race | 9×10 – Makeovers: Crew Better Work

Felizmente um episódio totalmente engraçado foi ao ar na nossa corrida de drags em busca da coroa para ser a nova superstar. Essa temporada está esquisita, como venho falado em tantas reviews, mas desta vez tivemos um episódio muito divertido do começo ao fim, um dos pontos que eu sentia mais falta em Drag Race.

O desafio do makeover, que é feito no reality desde a primeira temporada, mais uma vez marca presença durante a competição. E mesmo a finalização dele não tendo sido das melhores, usar o pessoal da própria produção do reality foi algo incrível. Geralmente quando as queens vão montar as pessoas neste desafio, elas nunca os conhecem e vão desenvolvendo algum afeto com as pessoas, mas aqui elas já os conheciam por trabalharem atrás das câmeras, e foi divertidíssima ver a interação entre todos.

Mostrar esses caras aprender a andar de salto, tentando jogar shades para os colegas e fazer o famigerado “tuck“, como todas as outras vezes, é algo engraçado de se ver. Ficamos maravilhados com o resultado final e com o quanto eles se dedicaram para o desafio, e até desenvolveram um amor pelas companheiras que os transformaram, sendo que não é nem a obrigação de cada um. Outra parte legal também foi quando compartilharam seus pensamentos sobre o que achavam de drag queens e como o Drag Race mudou suas visões sobre diversas coisas. É realmente incrível como esse desafio sempre mostra o impacto que o programa pode ter na vida de muitas pessoas.

Como dito anteriormente, de todos os makeovers esse foi um dos piores, mas o episódio foi engraçado e cheio de coisas legais que a gente nem se importa com o quanto a runway poderia ter sido, pelo menos, mais bonita.

Trinity Taylor & Glittafa Dayze eram de longe e sem dúvidas as melhores. Como o desafio era para se parecem como irmãs, Trinity o entendeu completamente e fez sua “irmã” ficar parecida com ela. A roupa era legal, a peruca bem arrumada e o lipsync em dupla também ficou muito bom.

Shea Couleé & Bae Couleé até que estavam lindas e totalmente de acordo com o desafio, mas a peruca mal estruturada na cabeça de Bae fez com que Shea não fosse tão bem no desafio. A falta de detalhamento e prestar atenção em pequenas coisas a fez ir bem mal durante essa prova.

Alexis Michelle & Rye Anne Stardust, por mais que estivessem bem montadas e estruturadas, com uma semelhança totalmente bem caracterizada para que ambas se parecessem irmãs, ficaram um tanto genéricas para o atual momento da temporada, o Top 6. É preciso se destacar a partir de agora e não fazer algo que apenas vá te salvar.

Nina Bo’Nina Brown & Ariana Bo’Nina Brown foram uma bagunça total. Primeiro que Nina queria fazer algo que ela nunca soube fazer: costurar. Toda temporada temos esse mesmo problema, as drags que participam do programa sabem que chega o momento em que precisam fazer algo a partir do nada e mesmo assim vão despreparadas. Nina também nem precisava costurar, só pegar alguma roupa que combinasse entre as duas para passarem pelo desafio, mas como o plano A não deu certo, ela fez uma parte da roupa totalmente desconexa com a maquiagem apresentada e deu no que deu. Novamente, por mais incrível que seja, ela não se atenta aos detalhes e mostra sua maquiagem não tão bem acabada.

Sasha Velour & Dunatella Velour não tinham nada de errado ali. Foi tudo bem montado e a semelhança era real entre ela e sua drag sister, que pareciam estar indo a um evento de moda de alta costura.

De todas as drags, Peppermint & Winter Green eram as que menos tinham semelhança uma com a outra. O vestido era diferente, com estampas diferentes e nada se conectava, mas ambas foram ótimas na apresentação. Principalmente Winter, que parecia ser uma drag de longa data usando a graça para passar pelas críticas dos jurados e ninguém se importou com o que parecia ou não ali.

RuPaul fez um bom julgamento quando anunciou Trinity como vencedora e o bottom 2, que foi Nina e Shea. O lipsync – mais uma vez – foi algo vergonhoso de se ver. Não dá para entender o que está acontecendo com as dublagens desta temporada. “Cool For The Summer” é uma das minhas músicas preferidas e eu, particularmente, esperava algo a mais nesta performance, mas não aconteceu. Nina, como Valentina e Charlie, fez um lipsync vergonhoso, sem emoção alguma e parecia ter desistido de lutar ali mesmo. Além de ser feio perante RuPaul, que esta dando mais uma oportunidade de ficar no programa, é desrespeitoso com a drag que esta indo contra.

Por fim, Nina saiu merecidamente, pois ela mesma não estava aguentando mais ficar no programa. Assim, chegamos ao Top 5. Semana que vem teremos o tão esperado “Ball” e já estamos bem perto da grande coroação de 2017.