Dragon Ball Super | Ep. 127 – A Looming Obstacle! Pinning Hope on a Final Barrier!!

Um dos grandes méritos deste arco do Torneio do Poder foi gerar um clima épico e crível sobre esse ser o maior desafio da vida de Goku. Tanto é que ele reuniu um time formado por pessoas que inicialmente foram seus adversários – alguns são até hoje -, incluindo o pessoal de Dragon Ball (Kuririn, Mestre Kame, Tenshinhan, Piccolo) e de Dragon Ball Z (Vegeta, Freeza, Nº 17 e 18), além de Gohan. Não importa a desavença ou a rixa antiga, porque com a sobrevivência do universo em jogo, todos tiveram que unir forças contra adversários distantes.

Dentre todos os participantes, é inegável que o Nº 17 foi o que mais surpreendeu. Desde sua reaparição, mostrou uma maturidade que não tinha na saga Cell, além de uma força muito superior àquela que vimos anteriormente. Dentro da arena, 17 foi um grande estrategista, tendo eliminado diversos adversários, sendo crucial na vitória contra o Universo 3 e, quando todos acharam que cairia, continuou de pé contra o Hakaishin Toppo. E então finalmente chegou o momento de enfrentar Jiren.

Com Goku e Vegeta esgotados, o androide continuou surpreendendo e conseguiu causar um ferimento visível no imbatível Jiren. Não bastasse isso, foi ele o responsável por dar início à conversa que revelou o triste passado do guerreiro do Universo 11. As motivações de Jiren em vingar a morte dos seus pais justifica sua obsessão em se tornar o mais forte de todos e de levar justiça através da força. Com isso, temos algumas pistas do que pode ser o desejo que Jiren vai pedir para as super esferas do dragão, caso ganhe o torneio.

Após esse flashback, Jiren partiu com tudo para cima do Universo 7, o que resultou no desfecho emocionante de Nº 17 no torneio, se sacrificando para proteger Goku e Vegeta e dar-lhes uma chance de se recuperar para enfrentar o adversário final. A participação de Nº 17 foi, sem dúvida alguma, a melhor do torneio até agora e uma grande surpresa, saindo do clichê de deixar momentos decisivos sempre nas mãos dos mesmos personagens. Claro que no final será sempre Goku a decidir a luta, mas 17 e seu carisma conquistaram muitos fãs. A animação do episódio também não deixou a desejar, mostrando desde a super aura vermelha de Jiren, até as barreiras de energia de 17 que já é uma das marcas desses últimos momentos de Dragon Ball Super.

A sensação de que a história está sendo concluída com pressa permanece. Cada episódio traz seus momentos épicos, entretanto tudo é realizado muito rápido. Restam apenas Goku e Vegeta, e sabemos que Vegeta deve cair no próximo episódio. Claro, Freeza está lá, mas não dá para contar muito com ele, basta ver sua participação irrelevante em que entrou apenas para apanhar de Jiren e desmaiar (mas valeu por aquele chute inicial que surpreendeu o guerreiro do Universo 11). No geral, tivemos mais um bom episódio esta semana, que emocionou pela despedida de Nº 17, deixando uma grande responsabilidade nas mãos de Goku. Dragon Ball Super tem apenas quatro episódios agora, e pelo que Jiren vem demonstrando, esse instinto superior de Goku vai ter que superar expectativas para dar conta do recado.