Once Upon a Time | 6×16 – Mother’s Little Helper

Não é segredo que Once Upon a Time está tendo um ano difícil, e depois do fracasso que foi o episódio anterior qualquer coisa poderia ser melhor. Felizmente Mother’s Little Helper conseguiu chamar atenção não apenas por não ser horrível, mas sim por de fato ser capaz de gerar algum interesse no enredo da série.

A primeira cena já foi uma ótima forma de começar a história. Já ficou claro que Gideon não é tão poderoso quanto parecia em sua aparição inicial, então ver esse personagem tão chato levando uma boa surra parece uma recompensa. Perder na disputa de magia contra a Emma não é nada novo para ele, mas foi o soco que deixou tudo mais divertido. Esse momento parece bem menos feliz quando percebemos que ele, infelizmente, terá um grande destaque no episódio, mas foi aqui que fui positivamente surpreendido. Os flashbacks da vida do filho da Belle antes de sua chegada em Storybrooke foram bons, primeiro por mostrar que ele nunca foi um herói muito capaz (e qualquer coisa que prejudique o Gideon é ponto positivo para mim), mas principalmente pela reviravolta envolvendo seu coração. É muito reconfortante ver que aquele plano absurdo para derrotar a Black Fairy na verdade era apenas uma mentira criada para fazer todos acreditarem que ele não estava trabalhando com ela. Pegar um dos piores aspectos do roteiro dessa parte da temporada e tentar resolver seu problema definitivamente foi uma boa ideia.

E falando na Black Fairy, finalmente ela deu as caras em Storybrooke. A personagem não parece ser nada novo, sua forma de agir, de falar, sua maldade, tudo parece reciclado de vilões de temporadas passadas. Mas por incrível que pareça ela funciona. OUaT estava carente de um vilão convincente, que de fato pareça cruel e capaz e acabar com a vida dos heróis. E ela cumpre bem esse papel, independente da falta de originalidade que a personagem representa.

Mas se sua chegada à cidade foi inesperada, isso nem se comparava àquela que foi a grande surpresa do episódio: o enredo envolvendo os poderes de autor do Henry. O filho da Emma e da Regina não está realmente envolvido em nada interessante desde que foi sequestrado pelo Peter Pan, mas parece que ele voltará para o centro das atenções. Duas coisas chamam a atenção naquilo que foi apresentado em Mother’s Little Helper: finalmente estão dando destaque para o fato de que o ser potencialmente mais poderoso da série é o Henry, e o detalhe que não tinha como ignorar, o fato de que aparentemente a história do livro está chegando ao fim. Pode ser uma dica de que a série em si está próxima de acabar, e acho que a maioria concorda que essa é a melhor coisa que poderia acontecer.

Sei que parece horrível falar algo assim, mas como um grande fã é realmente triste ver o que o caminho que OUaT está seguindo. Fazer com que o final da série tenha um motivo amarrado com a história é uma boa ideia e espero que decidam seguir por este caminho.

No geral, Mother’s Little Helper foi um dos melhores episódios desde o retorno do hiato e bem eficiente em preparar o terreno para a vigésima grande batalha entre o bem e o mal. Se conseguirem manter o nível desse episódio nos seguintes, a série pode acabar tendo um final menos problemático do que o resto da temporada indicava.