Arrow | 5×21 – Honor Thy Fathers

Honor Thy Fathers com certeza não é aquilo que os fãs estavam esperando neste momento da temporada. Faltando apenas outros dois episódios para este ano acabar, é difícil de entender a forma como resolveram trabalhar essa parte da história, e a escolha pelo modo mais dramático com mais diálogos não pareceu a melhor possível.

O problema do episódio é que ele teve a função de apresentar duas histórias menores ao mesmo tempo e não soube balancear isso de modo a gerar um bom ritmo. Essa nova revelação sobre o pai do Oliver foi uma forma estranha de fazer acontecer outro encontro com Adrian Chase, de maneira que a conexão entre o passado de seus pais (que claramente foi feita para parecer algo inteligente e inesperado) soou forçada e desnecessária. E mais do que isso, essa situação acabou gerando uma série de diálogos maçantes e que não trouxeram absolutamente nada novo para a série, e quem mais se prejudicou nisso foi a Thea. A personagem parece já não ter mais espaço na série e os roteiristas nem resolvem fazer algo para torná-la relevante novamente nem se livram dela de uma vez. A irmã do Oliver já protagonizou muitos momentos ótimos e tem potencial como personagem, mas se a função dela for ficar saindo e voltando para participar de episódios deste tipo, talvez seja hora de algum vilão matá-la (definitivamente dessa vez).

A outra parte do enredo envolvia os criminosos soltos após as revelações sobre Adrian Chase. E se antes o problema veio de algum tipo de excesso, aqui é a situação é oposta. Esse enredo é bem plausível e aconteceu em um bom momento, mas infelizmente acabou tendo pouquíssimo destaque. Falaram que vários criminosos estão tentando sair da prisão, mas nós realmente só vimos um fazendo algo ilegal. Essa seria uma chance de dar atenção a todos os membros do Team Arrow, colocando-os nas ruas para caçar diversos criminosos ao mesmo tempo. Mas, no fim, o único criminoso que recebeu atenção não passou nem perto de ser uma preocupação.

A verdade é que Honor Thy Fathers foi apenas uma preparação para o final da temporada e a luta decepcionante entre o Arqueiro Verde e Prometheus deixou isso bem claro. A impressão que ficou é que os roteiristas tinham na cabeça uma ideia de como queriam que os episódios finais fossem, mas não se preocuparam muito em preparar o terreno e o que vimos aqui foi uma solução de última hora. Sem ser capaz de entregar um drama envolvente e relevante e com pouca ação, o resultado final foi algo abaixo do esperado.

Por ter perdido a chance de explorar bem alguns personagens e não ter conseguido contar as histórias que se propôs a contar de modo interessante, esse acabou sendo um episódio bem mais fraco do que o esperado. Não dá para falar que a animação para o final da temporada diminuiu, principalmente depois da promo de Missing, mas é um pouco deprimente ver o roteiro falhar dessa forma tão perto do fim.