Fora de Cena | Corpo Fechado

Dizem que quando uma pessoa fica doente por muito tempo, ou simplesmente nasce doente, a sanidade de sua mente já não pode ser tão levada a sério. Por outro lado, é igualmente dito por aí que uma pessoa que atinge a genialidade também é tocada pela loucura.

Elijah Price (Samuel L. Jackson) nasceu com o tipo 1 de uma doença rara na qual os ossos se quebram facilmente. Seu único passatempo era ler histórias em quadrinhos e tornou-se tão obcecado por suas histórias que passou a teorizar que se ele é completamente frágil, deve existir alguém que é o seu oposto, inquebrável. Paralelo a isso somos apresentados ao personagem de Bruce Willis, David Dunn, cuja vida não vai muito boa. Ele está prestes a se divorciar de sua esposa e está voltando para casa num trem após uma entrevista frustrada para uma vaga de emprego.

Até agora nada de diferente. A situação se altera quando o trem de David sai dos trilhos abruptamente, todos morrem na hora e ele sai sem nenhum arranhão. A partir desse momento ele começa a se indagar sobre sua condição física, se já esteve doente e se já se machucou alguma vez, e nada parece fazer sentido para ele. Tudo se torna mais confuso quando Elijah entra em cena com todo esse papo de “você é invencível, deve ser um super-herói”, e é mais do que compreensível. David só queria ter uma vida normal, não acreditava em suas habilidades. Porém, se elas realmente existissem, ele estaria de fato negando ajuda a muitas pessoas.

Há um primeiro momento de negação e de rejeição a tudo que Elijah propõe tanto da parte de David como de sua esposa. O único que realmente acreditou desde o início nas habilidades de David foi seu filho, muito porque, para ele, seu pai sempre fora um herói. Mesmo assim, é motivado pelo filho que David decide descobrir se suas habilidades são reais, e uma vez confirmadas, decide colocá-las em prática.

M. Night Shyamalan, diretor e roteirista, consegue abordar neste filme de sua maneira única que heróis podem de fato existir, mas que sempre haverá uma contra medida, um preço a se pagar para que essa personalidade se torne real. Afinal, onde há o bem sempre haverá também o mal. Recentemente em seu novo filme, Fragmentado, fomos apresentados a mais um plot twist do diretor, uma vez que David aparece pouco antes do final, indicando que haverá alguma continuação dessa história. É certo que valerá a pena conferir mais uma vez os feitos desse herói.