Ink Master | 9×16 – Shop Wars Finale

Live Finale de Ink Master que rolou lá em Nova York, como de costume. Porém, além desta temporada ser uma das mais importantes da história por conta do que estava em jogo, também foi bem polêmica pelas intrigas que rolaram na casa: os veteranos mereciam mais que os novatos ou não? A aliança estava errada em tentar se defender para conseguir um lugar na finale? E quem foi que falou mais besteira durante a temporada, Chris ou Made Rich? É o que vamos discutir durante a review deste último capítulo, que foi bastante complicado para os estúdios e teve uma reviravolta na escolha dos seus finalistas.

Dave começou o show nos apreciando com o seu solo de guitarra – aquele mesmo da abertura – e ele explicou ainda que já que todos os competidores vinham cada um de um lugar diferente do país, não tinha outro jeito. Ele também disse que o primeiro finalista a ser escolhido seria por votação no Twitter sobre as tattoos feitas ao vivo durante a finale e que, após isso, o segundo seria determinado pelos juízes baseado no trabalho em Black and Grey, algo bem dinâmico e diferente de outras finales já realizadas na competição.

No evento ainda tivemos a presença de Ryan Ashley, Kelly Doty e Nikki Simpson para divulgar a estreia de Ink Master: Angels. Dave também anunciou o tema da próxima temporada, que se chamará Ink Master: Return of the Masters. Esse novo ano terá a mesma premissa do anterior, Peck vs Nunez, já que os mestres Steve Tefft (vencedor da 2ª temporada) e Anthony Michaels (vencedor da 7ª) entraram no palco no clima tenso de competição, e se vai ter tretas? Sempre! Inclusive por conta de um fator bem simples: muitos escolhidos vão vir da batalha contra as Angels, mas no final sabemos que só uma pessoa levará o título de Ink Master, ganhará uma matéria na Ink Magazine e (talvez) 1 milhão de dólares.

Voltando o foco para a temporada que se encerrou, tivemos o prazer de ver lindas e enormes tattoos. A audiência escolheu a mandala feita por Katie logo de primeira, garantindo à Black Cobra o primeiro lugar na eliminação final. Contudo, Chris ficou novamente em terceiro lugar, já que o rosto que DJ e Bubba tatuaram estava legível e lindo de se ver. E sinceramente, Oliver? Numa tatuagem deste tamanho a pessoa abrir a boca para dizer que o que salva é a pequena corujinha ali em cima no ombro do rapaz? Foi tão triste que eu decidi desistir dele de vez. E, para mim, a última boa decisão dele foi adotar a Ryan.

Old Town Ink e Black Cobra Tattoo demonstraram suas lindas tatuagens coloridas e cada uma num estilo Nunez e Peck: um dragão japonês lindo e uma águia bastante sólida em American Traditional. Nunca fiquei tanto na dúvida entre duas tattoos, porém Katie e Matthew tiveram sua coroa roubada mais uma vez e, felizmente para mim, que estava torcendo para a aliança dos “nerds”, Old Town venceu a competição. Ambas as tattoos estavam com problemas de anatomia, mas realmente a que ficou mais estranha foi a asa traseira da águia de Black Cobra, uma vez que o dragão ainda dava para aceitar de tão lindas que foram as cores e a aplicação.

Alguém achou injustiça depois de Bubba ter lutado tanto para quebrar o bullying que estava sofrendo dentro da casa por aprender com DJ durante a competição? Bom, eu achei que desde a metade da temporada, pelo menos, ele deixou de ser tão escorado no amigo, e esse dragão foi para provar realmente que ele merecia ser um Ink Master tanto quanto DJ.

Bem, queridos, por ora é só. Que time irá ganhar na próxima temporada ainda não sabemos, mas estaremos aqui igualmente para comentar sobre tattoos lindas, erros drásticos (beijo, Cleen Rock One) e ver todas as tretas geradas dentro da competição.