Scandal | 7×02 – Pressing the Flesh

Está todo mundo sedento por alguma coisa no segundo episódio da temporada final de Scandal: poder, sangue, ver a Casa Branca mais uma vez e fazer sexo. Não necessariamente nesta ordem, já que logo de cara vemos uma frustrada Mellie desabafando com Liv sobre como uma mulher de poder encontra dificuldades para fazer sexo.

A cena é hilária e novamente mostra a química entre Kerry e Bellamy. Tudo isso porque ambas as personagens estão sob pressão, pois o Jantar do Estado está chegando e Mellie tem que bajular o presidente Rashad de Bashran para que a paz no Oriente Médio continue estabelecida. Então como ela não tem uma primeira-dama, é Olivia que tem que organizar todas as peculiaridades de um jantar desses. E a protagonista também se mostra muito insatisfeita com isso descontando tudo em Cyrus, que estranhamente para a audiência continua só querendo que Liv volte a tratá-lo como amigo.

E falando em amigos de Olivia, seus antigos empregados, que agora formam a Quinn Perkins e Associados, também estão de olho no jantar da Casa Branca, já que precisam de clientes para conseguir que o antigo negócio de Liv não morra. Então, Abby, Quinn, Huck e Charlie vão até o local mais desejado do mundo com identidades falsas para ver se descolam algo a mais do que uma noite na saudosa Casa Branca, que já foi palco de tantas idas e vindas de Abby, personagem que anda muito apagada. Na verdade, os escritores deram uma freada em toda a tensão de Scandal neste episódio, que foi divertido e enérgico na mesma medida.

Enquanto Rashad vai acabando com a paciência de Mellie, Liv ordena que Jake descubra algum podre sobre o cara. E não demora muito até que o almirante descubra que Rashad esconde a filha do irmão nos Estados Unidos e que ela é uma grande fã da primeira presidente mulher. Isso faz com que o líder de Bashran amoleça um pouco e concorde em assinar o tratado que Mellie e Olivia almejam tanto. Não sabemos o que esperar desse novo personagem, só sabemos que ele é um dos únicos que não cede às chantagens da filha de Eli Pope porque foi bem avisado sobre ela. Acredito que Shonda vai fazer o cara dar uns pegas em Mellie, pois rolou um clima entre eles. E do jeito que a presidente está na seca, qualquer coisa é negócio, né?!

Lembra que a antiga turma de Liv estava na Casa Branca querendo descolar um dinheiro? Foi com ajuda de Huck que o novo personagem não morreu. Um infiltrado conseguiu entrar no Salão Oval com Rashad, o ameaçando de morte por causa do que o cara quer fazer no país dele. O rebelde foi abatido pelo Serviço Secreto porque Huck reconheceu que ele não era militar e, embora Abby e cia tenham ido para casa de mãos vazia, deu para ver o ex-assassino bem feliz com o que fez.

Além de todo esse pequeno, mas não tenso, caos que rolou no jantar, Liv ainda está se pegando com seu amigo jornalista e agora está dando furo de reportagens para o cara. Como a gente está falando de Scandal, isso não vai prestar de maneira alguma e, talvez, tanto estresse tenha deixado Olivia baixar a guarda, pois até para a casa dela terminar a noite eles foram. Só que nosso eterno cachorrinho estava lá para sentir pena de si mesmo mais uma vez. Isso mesmo, Fitz Grant está de volta porque já sabemos que Shonda nunca vai largar o osso Olitz. Fitz deu de cara com Liz na maior pegação em uma cena que lavou a alma de qualquer fã da Mellie e provavelmente vem drama por aí.

Eu não ligo tanto assim para a volta do Fitz, afinal já aprendi a ignorar o casal Olivia e Grant. Mas é muito ruim saber que não existe outro plot para este personagem. O importante mesmo é que Scandal vem mantendo a qualidade que estabeleceu na sexta temporada e seus dois primeiros episódios deste último ano não ficaram de fora em mostrar que a série vai terminar do jeito certo e no momento certo.

LoGGado

Notícias, Críticas, Reviews e Podcasts descontraídos sobre o mundo das séries, filmes, cinema, TV, música e entretenimento!!