Lucifer | 3×04 – What Would Lucifer Do?

Essa é mais uma semana de agradecimento aos roteiristas lindos desta série maravilhosa, sim ou claro? Eu ainda estou pasma com o formato maduro que o roteiro desta terceira temporada vem tomando após um episódio incrível focado na Maze. Este não deixou a qualidade cair e me fez enlouquecer um pouco teorizando sobre o que nos aguarda para o futuro da série. O caso do dia não poderia ter mais a ver com o estado de espírito do nosso anjo caído, que está enfrentando um problema de se encontrar ainda no meio das mudanças que lhe ocorrem.

Quem anda meio perdido também é Amenadiel, que tentou sobre tudo ser igual ao Lucifer – dando assim de maneira engraçada o nome ao episódio. Ainda acredito que Deus (e os roteiristas) tem planos maiores para o personagem na série e, claro, para ajudar Lucy em sua jornada pessoal, como aconteceu no final do episódio quando ele lembrou a verdadeira natureza ao seu irmão de ser um justiceiro e não um vingador para com o acusado do caso do dia.

Aliás, os casos do dia estão ficando bem irrelevantes ao meu ver com tanto investimento em plots maiores e nos personagens – amém! Uma garota foi morta dentro de uma fazenda que tem por missão recompor jovens criminosos para com a sociedade. Logo aparecem mil suspeitos e Lucifer dizendo que não existe volta para os que estão em mal caminho… Bem, nem Chloe conseguiu impedir o anjo rebelde de invadir a fazenda depois de um tempo e demandar disciplina aos jovens humanos errantes no meio de um grande comércio de maconha. E nada mais impagável do que ver Morningstar cavalgando com um charuto de maconha ditando ensinamentos aos seus pequenos pupilos. Mais alguém morreu de rir com a cena?

Chloe até tentou intervir como boa policial que é, porém ficou um pouco chateada quando teve que ter como parceiro o novo tenente Marcus. E, gente, sinceramente, na cena que ele levou um tiro eu vi aquele peito estufado com um “S” enorme jurando que ele ia escapar… Depois de uns dez minutos do personagem agoniando no chão, eu ainda estava pensando: é agora que ele vai dizer que é Deus ou algum outro irmão do Lucy e do Amenadiel? Não confio nele, nem depois dessa de levar um tiro pela Decker. Até pelo fato de que ele fala “detective” igualzinho ao Lucifer, notaram isso também?

No final do dia, descobrimos que o culpado era o tal senhorio dono dos estábulos e que, para variar, ele tinha um motivo bem raso para matar a adolescente, o que causou a ira de Morningstar, como já comentei lá em cima. Antes de terminar a review, também queria comentar que, apesar de estar adorando o roteiro da temporada, a falha de colocar ou Ella ou Maze ou Linda de escanteio tornou os núcleos pobres. Eu só estou deixando passar a falta de presença delas por conta do bom trabalho que estão fazendo com o plot principal. Não estraguem mais isso, obrigada.