Nerd de Pijama | Vida de Cão

Feliz Ano Novo! Sim, de novo é Ano Novo, pois já acabou o carnaval e agora o ano realmente começa aqui no Brasil. Porém, lá na China o ano virou literalmente para ser o ano mais corajoso e leal de todos: ao ano do cachorro. E eu, boa mãe de doguíneo que sou, não poderia perder esta oportunidade de comentar o assunto, afinal de contas o meu filho de quatro patas também é um nerd. Sim, Bruno (o meu bebê) é um dog-nerd e acredito que, assim como vários outros pets, ele siga a regra de transcender o melhor lado da vida para o mundo das quatro patas.

Para quem não sabe ou se perdeu um pouco na introdução deste texto, o Ano Novo Chinês segue a linha dos doze animais do signo chinês. Para quem cresceu vendo os desenhos de Jackie Chan, lembro que os doze animais juntos aqui não invocam nenhum tipo de espírito do mal. Contudo, não podemos deixar de acreditar que cada um dos animais possui um significado especial para os orientais. Dito isso, posso passar a demonstrar o tigre e o dragão, por exemplo (são meus favoritos), que já nomearam aquele filme antigo que passava na Tela Quente de seis em seis meses. O coelho, que também é admirado na cultura ocidental, é outro que faz parte dos doze animais que Buda meio que abençoou. Mas voltando para 2018, acabamos de entrar no ano do cachorro.

Para quem tem cachorro, este deve ser um ano maravilindo não só segundo astrólogos (tem gente que não acredita na força do universo ainda), mas também segundo a cresça oriental de que o animal de cada ano rege a maneira de como nós, meros mortais, vivemos. Calma, este post não é sobre astrologia. Cachorros são os melhores animais do mundo, aliás, a maioria dos animais é melhor que o tal do ser humano. Logo, não poderia deixar este momento passar para comentar dos pets do mundo nerd, pois além de Scooby-Doo e Krypto, existem outros companheiros leais, fofos e brabos quando precisam ser.

Quem é fã de animações pode lembrar de muitos e de como choramos vendo Pets – A Vida Secreta dos Bichos, mas se até o durão do Batman teve o Ace como parceiro, por que não lembrar do Dino (Os Flintstones), das manias de valentia do Scooby-Loo, das aventuras malucas do Snoopy e do Astro, que era o xodó dos Jetsons. Eu nunca pensei que diria isso, mas os cachorros realmente são ótimos bebês para se ter ao lado, cuidar e, obviamente, ser nerd junto.

Às vezes a gente realmente queria que eles vivessem para sempre, ou que pudéssemos cloná-los como o Superman já fez com o Krypto, mas estes anjos, assim como nós também, estão aqui de passagem. O universo é imenso, eles têm dever deles a cumprir e muitas outras almas solitárias ou não para salvar por aí. Ao contrário dos gatos, os cães talvez não tenham apenas sete vidas. Mas os cães da ficção estão bem guardados nas nossas memórias para tal, para nos lembrar que sempre que alguém precisar pode não ter uma Liga da Justiça inteira lá. Mas quem sabe não é preciso um cão para resgatar o gatinho que não consegue descer da árvore?

Cães têm uma mania estranha de serem super carinhosos com quase todos, alguns acreditam que eles veem espíritos igual ao Constantine, que fala com demônios, mas o cão de um nerd tem basicamente as mesmas manias: ver muitas séries e filmes, amar ficar deitado e ainda querer jogar vídeo game às vezes. E, se duvidar, eles ainda têm preferências entre uma série que você não curte muito ou querem sair correndo no meio da rua igual ao Salsicha corre para achar o Scooby.

O que faz um cão nerd é o seu dono. Logo, Feliz Ano do Cão, nerds! Que possamos aprender mais todos os dias com nossos filhos e filhas e, claro, lembrar que quem fica com o controle da TV somos nós, por ora.