RuPaul’s Drag Race | 9×06 – Snatch Game

Quem não estava ansioso pelo tão aguardado Snatch Game, que faz a temporada melhorar e, como diria RuPaul, separar as vadias básicas das rainhas poderosas? E foi aí que caímos do cavalo, com um dos Snatch Game mais fracos de toda a HERStory de Drag Race.

Mas antes de falarmos sobre o Snatch Game, não da para deixar de comentar como a edição desta temporada está MUITO, mas MUITO ruim. RuPaul entrou na workroom duas vezes falando o seu “hello, hello, hello” em menos de três minutos de diferença. Eu já venho achando a edição muito mal feita durante esses seis episódios iniciais, e é só no que se dá para prestar ainda mais atenção de como as coisas estão ruins.

É tudo muito mal feito que, ainda assim, com quarenta minutos de programa você acha que tudo é feito muito corrido e que não dão foco para ninguém, além das drags protagonistas do episódio. É até ofensivo como é feito todo o trabalho da produção do programa para o público ver.

Eu já havia reclamado (o que eu venho mais fazendo nesta temporada, pois se fosse para ser pacífica, eu estava no oceano) diversas vezes das drags da temporada, mas o problema realmente não são elas. Como, por exemplo, Shea, Trinity, Alexis e Valentina, que são incríveis, mas ainda não consigo me apegar a quase nenhuma por não ter tempo para explorar as individualidades dessas drags, só para achar boa ou não no desafio do momento.

Enfim, o Snatch Game, como já citado, foi um dos mais fracos até então em nove temporadas. Tivemos momentos ótimos, principalmente com Alexis, Sasha e Nina e suas personificações de Liza Minnelli, Marlene Dietrich e Jasmine Masters, respectivamente. As três, de longe, foram o que salvaram de ser um fiasco total, nem as perguntas que RuPaul fazia durante o desafio eram engraçadas. Valentina de Ariadna Gutiérrez, a Miss no qual teve trocada a coroa no Miss Universo de 2016, está bem legal também, assim como Shea de Naomi Campbell e Trinity de Amanda Lepore. Mas nada se compara à porcaria que foi Peppermint de NeNe Leakes, Farrah Moan de Gigi Gorgeous, Aja de Alyssa Edwards e Cynthia Lee Fontaine de Sofia Vergara.

Aja se salvou porque teve gente pior durante todo o quadro e Farrah também não foi pior que as duas que chegaram a ir para o bottom. E nada vai superar como Cynthia foi vergonhosa durante todo o Snatch. Nenhuma piada tinha graça e até as intervenções dela nas perguntas de outras queens não conseguiram ser boas. Foi tudo um erro, desde o look da bonita até o sotaque, que foi muito ruim.

A runway da semana foi novamente “Night of 1000 Madonnas” para tentar compensar o desastre que havia sido na temporada anterior, quando quatro drags apareceram de kimono. Porém, novamente tivemos duas vezes looks repetidos e não dá para saber como isso acontece, pois Madonna tem vários séculos de carreira e, mesmo assim, as drags conseguem pegar looks iguais.

Shea e Trinity foram realmente os destaques na runway mesmo estando salvas pelo Snatch Game. As duas estavam lindíssimas e no ponto que o desafio precisava. Já Peppermint e Nina, que estavam com os looks iguais das duas, algo não ficou boa ali. Nina sempre tem ótimas ideias mas nunca trabalha muito nos detalhes, e isso faz a sua roupa ficar sempre faltando algo. Nenhuma drag estava ruim em seu look de Madonna. Valentina surpreendeu aparecendo apenas com a tarja preta e mesmo assim sendo incrível no que se propôs a fazer.

O lipsync de Peppermint vs Cynthia mostrou novamente que a drag latina nunca sabe direito as músicas quando precisa e que só mexe a boca sem sincronia. E vamos combinar que ela saiu foi é tarde. Não agregou nada à temporada e não precisava ser uma “comeback queen“.

E, mais uma vez, RuPaul’s Drag Race faz um episódio bem na média em que nada surpreende. Até agora, de seis episódios, só um foi realmente muito bom. Será que essa temporada ainda tem salvação?