Jane the Virgin | 4×02 – Chapter Sixty-Six

A estreia da nova temporada de Jane the Virgin nos revelou uma antiga paixão da protagonista interpretada por Gina Rodriguez. De acordo com a série, Adam foi a primeira pessoa que estimulou a imaginação de Jane sobre as novelas de sua vida amorosa. O relacionamento dos dois, no entanto, não deu certo na época por causa da “ajudinha” de Alba e Xiomara, que não aprovavam o namoro (e quase casamento).

Anos mais tarde, Jane já passou por maus bocados e agora está focada em seguir em frente. Mas com as contas de Rafael se tornando um obstáculo para a educação de Mateo, fica difícil de separar a Jane Divertida da Jane Mãe. E como se não bastasse, Adam recebeu uma oferta de trabalho em Los Angeles e põe o peso da decisão sobre os ombros de Jane, e as coisas começam a complicar para ela.

De fato, o episódio foi bem mais intenso do que a season premiere. A tentativa frustrada de Jane em tentar resgatar sua juventude rendeu momentos em que se torna quase impossível não torcer por ela e Adam. Em contrapartida, temos Rafael e Petra tentando reacender o relacionamento de forma madura. A tentativa falhou e o casal terminou novamente. E, sinceramente, ainda bem. A versão madura dos dois já estava ficando chata, fora que depois tantos desencontros a dupla não parece ter mais a química de antes. E você pode até não gostar dela, mas o discurso de Petra sobre Rafael não confiar nela e sobre como ele sempre a usou como uma válvula de escape de Jane foi um tapa merecido na cara dele.

E temos também Ro e Xiomara, que estão passando por maus bocados com Darci. Quando Xiomara faz o discurso sobre o quanto a casamenteira está sendo ingrata com ela e Rogelio, dá vontade de aplaudir de pé a personagem. Parece que Xo está finalmente alcançando seu lugar ao sol do jeito que merece. O que nos leva de volta a Rogelio, que se recusa a trabalhar com Fabian e tem seu futuro na novela nas mãos do público depois que as produtoras criam o método “Alguma Dessas Pessoas Vai Morrer” e ele precisa fazer de tudo para que não seja o seu personagem.

Ao descobrir que a avó de Fabian foi uma das escolhidas para participar do grupo focal que votará entre ele e Ro, o pai de Jane tem um plano. A princípio, achei que o plano fosse infiltrar Jane no grupo para que ela tentasse convencer as mulheres de que é seu pai quem merecia ficar na novela. Mas Rogelio foi mais longe. Ele mesmo decide se infiltrar na votação vestido de mulher.

Jaime Camil é um ator fantástico e essa cena refletiu todo o seu talento. Ele trajado do alter ego feminino de Rogelio De La Vega foi o ponto alto do episódio com certeza, e o momento em que ele tira a peruca e lança um olhar de vitória para Fabian é hilário. E mais hilário ainda é o retorno do inimigo mortal de Rogelio, a outra estrela das novelas mexicanas, Esteban. Uma volta triunfal (apenas para o Esteban, obviamente) é uma boa reviravolta para o arco do nosso amado ator, principalmente porque este agora se envolverá com ninguém mais, ninguém menos do que a própria Darci! Coisa de novela mexicana, não?

E por falar em reviravoltas típicas de novelas mexicanas, o episódio terminou com um suspense. Assim como a produção executiva da novela fez para solucionar o caso de Fabian e Rogelio, Jane the Virgin usou o recurso “Alguma Dessas Pessoas Vai Morrer” para anunciar que a série terá mais uma baixa até o final da temporada. Dentre os que estão na berlinda temos Petra, Anezka, Rafael, Alba, Luisa e ela, que voltou pronta para tocar o terror, Magda, a mãe das gêmeas Ruth e Raquel… ops, Petra e Anezka, que saiu da prisão e foi diretamente ao Marbella. É, gente… a vovó pirata está de volta!

Essa notícia me deixou com diferentes sentimentos, afinal, muitos dos que estão em perigo são personagens bons para a série. E fica difícil de tentar prever, já que a morte de Michael na temporada passada pegou muitos fãs de surpresa. Se fosse para arriscar um palpite, eu diria Magda. Ela não está mais tão ligada às gêmeas e, ainda que Anezka tenha grande influência de sua mãe, atualmente o contexto da série permitiria desvincular a vilã sem afetar as histórias paralelas, coisa que não aconteceria se fosse Luisa, por exemplo, uma vez que suas ações estão fortemente ligadas à Sin Rostro e o arco poderia acabar se perdendo um pouco.

Nos resta agora esperar para ver o rumo que a série irá tomar e qual destes personagens sofrerá as consequências desses futuros acontecimentos. E você, tem algum palpite de quem será a vítima desta vez?