Supergirl | 3×10 – Legion of Superheroes

Depois de um midseason finale que não merece nada além de elogios, a terceira temporada de Supergirl volta com um episódio feito para deixar os fãs de quadrinhos felizes e para mostrar que a grande vilã da temporada não vai ser derrotada tão cedo.

Com o final do episódio anterior, uma das principais questões a serem respondidas pelo retorno da série era sobre o estado psicológico da Supergirl. Depois de ter sido espancada e colocada em coma, faria sentido se a personagem principal precisasse de um tempo para digerir esses eventos e crescer a partir deles, mas o modo como isso foi mostrado na série acabou surpreendendo bastante. Os diálogos entre Kara e Brainiac-5 foram bem interessantes não só por apresentarem este ótimo novo personagem, mas também para mostrar como a Garota de Aço estava lidando com toda essa situação. É bem provável que se não tivessem escolhido explorar a mente da Kara de modo tão literal esse processo teria sido muito mais lento e dramático, talvez até demais, então o resultado final acabou sendo positivo.

Mas a introdução do Brainiac-5 foi apenas uma parte do que este episódio teve de melhor: a Legião dos Super-Heróis. Não só descobrimos qual a missão do grupo, mas também os vimos em ação. E por mais que tenha sido rápido, foi o bastante para fazer a espera valer a pena. O combate envolvendo Mon-El, Imra e Brainiac foi o ponto alto do episódio e, mesmo que o grupo tenha sido derrotado, nós conseguimos ver um pouco de seus poderes. A telecinese de Imra é um poder especialmente promissor, e caso a batalha final contra Reign tenha a participação da Legião, seria interessante ver o quão poderosa é a Satúrnia na série.

Entre os heróis, no entanto, não foram só os membros da Legião que foram importantes. J’onn se transformando novamente na Supergirl para proteger a identidade secreta da Kara gerou um momento bem divertido, e por mais que o marciano não tenha gostado da situação, eu espero poder ver algo assim mais vezes ainda nesta temporada. O único problema aqui é que no final de tudo um dos personagens mais poderosos da série acabou sendo mais útil como alívio cômico do que no combate, quando foi derrotado rápido demais. Por mais que ele não seja o personagem principal, o Caçador de Marte deveria pelo menos ser representado de modo mais justo e não apenas servir de breve distração enquanto a Garota de Aço se recupera.

Enquanto isso, do lado dos vilões, o episódio terminou com uma informação importantíssima: existem outros como Reign, outros Worldkillers. É bom ver que os roteiristas estão mesmo tendo que adaptar o máximo possível de elementos dos quadrinhos nesta temporada, e se o que vimos até aqui serve como indicação, então esses novos inimigos prometem bastante. Só espero que eles não sejam tão “simples” quanto a Reign e que apresentem um pouco mais de personalidade. Isso com certeza deixaria a dinâmica entre os vilões mais interessante.

Legion of Superheroes foi um ótimo retorno para a série. Apresentando novos heróis e prometendo novos vilões, a temporada está ficando cada vez mais interessante e promissora. Sem perder muito tempo com dramas desnecessários e apresentando cenas de ação boas, o episódio conseguiu entreter do começo ao fim. Parece que nada vai impedir Supergirl de ser a melhor série de heróis da CW nesta temporada.

Obs.: Deviam usar Bon Jovi na trilha sonora mais vezes, especialmente quando a Legião estiver em ação. A combinação deu muito certo!